Destaques Esportes Notícias

Jefferson Beltrão entrevista

Edvaldo Nascimento, o Mestre Serrinha, é um judoca campeão brasileiro, campeão Sul e Pan-Americano, além de Campeão Mundial de Judô dos Veteranos. Aos 68 anos, completados nesta terça, 9, o baiano treina para o mundial na Polônia, em 2021. Ao lado da também campeã Nadja Soares, ele fala nesta entrevista o que é ser atleta

Ele é um dos lutadores de judô mais experientes da Bahia. Em 2017, depois de 20 anos parado, conquistou a medalha de ouro do mundial de judô de veteranos, realizado na Itália, e depois emendou mais uma medalha – em 2018 conquistou o título de Campeão Brasileiro de Judô de Veteranos. Ela também é Campeã Brasileira de Judô de Veteranos e também presidente das Associação dos Judocas Veteranos do Estado da Bahia. É como muita honra que o Bahia da Gente recebe Edivaldo Nascimento, mais conhecido como mestre Serrinha e Nadja Soares.

Nadja iniciou a entrevista falando da categoria master. “A gente já vem, sempre que pode, indo a algumas competições, mas a gente resolveu fazer essa associação a partir de um encontro de faixas pretas, em 2015. A gente fez um treino com pessoas mais jovens, mais velhas. A gente sentiu que precisava um espaço só nosso. Hoje em dia a federação internacional já tomou conta das competições”, narrou.

No México, o atleta conquistou medalha de ouro no campeonato de veteranos

Um judoca é considerado veterano a partir de 30 anos. “Já estou com 65 anos. Eu competi até 42 anos em alto rendimento, que é quando você compete pela seleção brasileira”, relembrou Mestre Serrinha. Ele começou a competir com 13 anos. Competiu por 20 anos pela seleção, parou e retornou em 2017.

Mestre Serrinha hoje é professor de educação física e administra sua academia. “Eu acho que nunca deixei o judô. Dei um tempo para fazer uma reflexão, do que o judô significa para mim. Para mim o judô não significa uma medalha. Uma medalha enferruja. O judô significa o caráter, a dignidade, o respeito com as pessoas. Arte marcial é meio de vida. Você chega numa fila de emprego e tem mil pessoas numa fila, você desiste. O atleta não desiste”. Confira a entrevista completa!

Fotos: Reprodução

0 comentário em “Jefferson Beltrão entrevista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: