Cultura Dança Destaques Esportes Notícias

Festival Boca de Brasa

A FGM realiza edição virtual do 'Festival Boca de Brasa', com a participação de mais de 130 artistas do teatro, da dança, da música, da capoeira e do circo. Nesta quarta-feira, 2, e quinta-feira, 3. com transmissão aberta ao público, pelo Youtube

Festival Boca de Brasa deste ano vai ser diferente! A primeira novidade é o formato virtual, uma adaptação ao novo normal que o momento requer. A outra, é que, serão cinco dias de programação aberta ao público. O evento de abertura vai contar com apresentações dos oito Espaços Culturais Boca de Brasa, dia 02/12, às 17h, pelo Canal do Youtube da Fundação Gregório de Mattos, com a presença do presidente da FGM, Fernando Guerreiro e do Prefeito de Salvador, ACM Neto.

Com direção-geral de George Vladimir e Assistência de Direção de Maria Carla, a abertura do Festival promete ser um grande espetáculo, com mais de 130 artistas se apresentando e cerca de 40 produtores, técnicos e demais profissionais da cultura envolvidos.

Para que esse circuito de atrações chegue ao público de maneira bem orquestrada, a FGM montou um centro de transmissão no Teatro Gregório de Mattos, com os Mestres de Cerimônia Carol Alves e Ivan Santos. A partir deles, serão feitos os links com cada Espaço Cultural Boca de Brasa, por meio dos seus respectivos mediadores: do Boca de Brasa Subúrbio 360, quem comanda o show é Alan Miranda; no CEU de Valéria, Tabatha Vermont assume o controle; diretamente da Casa do Sol, Aline Nepomuceno faz essa ponte; já no Circo Picolino, Luana Serrat e Nina Porto dividem essa tarefa; pelo MUNCAB, José Carlos Capinan faz as honras da casa; no Quabales, Arilma Pérola é quem vai organizar tudo; e, diretamente do Mercado de Cajazeiras, Edson Souto assume o comando.

A programação especial de abertura conta com diversas atrações, de quase todas as linguagens artísticas, com participações especiais de Capinan, Marivaldo dos Santos, Quabales e Dom Chicla.

Representando o segmento dança, as atrações são os grupos Artvidance, Balet Cetro, Balet da Comunidade, Valsa Amor Eterno e Uzarte Dança. A música será tocada e cantada pelos alunos do Boca de Brasa Casa do Sol, Banda Dendê e Brasa, Brenda Cruz, Jamile, Orquestra Sustentável Quabales Infantil e Vitor Dayube. Para fazer o público “cair na risada”, quem vai representar o Standup é Aline França, Paulo Papel e Raoni Beta. A capoeira conta com a apresentação da Tribo Capoeira. O circo montou seu picadeiro virtual para que os alunos e professores do Boca de Brasa Picolino façam o show! E como o espetáculo não pode parar, o palco vai até o público, com os alunos do Boca de Brasa Casa do Sol e Cia de Teatro Avisa Lá representando as artes cênicas. As Drag Queens serão representadas pela performance de Anitta Bahls.

Do dia 03 a 06/12, o Festival Boca de Brasa 2020 segue com programação a ser exibida por meio dos canais do Youtube e redes sociais dos respectivos Espaços:

  • Espaço Cultural Boca de Brasa Circo Picolino

Dia 03/12, às 19h, o Boca de Brasa Circo Picolino apresenta a live “Conexões Flutuantes”, em seu canal do Youtube. Dirigido por Luana Serrat, o espetáculo será encenado pelas artistas-alunas do Curso Livre de Tecido Acrobático realizado pela instituição e tem como tema um proposta de reflexão acerca do momento atual, dos sonhos e das conexões possíveis.

O Palco Aberto virtual contará com a participação de convidados especiais e ficará disponível no canal, para aqueles que não puderem ver ao vivo.

  • Espaço Cultural Boca de Brasa Quabales

Dia 04/12, às 17h, o Boca de Brasa Quabales promove a live, em suas Redes Sociais, com apresentação dos produtos de comunicação resultante das oficinas de vídeo, fotografia e Lab & Orquestra Sustentável Percussiva. O público assistirá curtas-metragens, fotoclipes e um vídeo musical com a Orquestra Sustentável. Além disso, alguns participantes que darão seus depoimentos sobre o processo de criação das oficinas.

  • Espaço Cultural Boca de Brasa Casa do Sol

Dia 05/12, às 15h, o Boca de Brasa Casa do Sol apresenta a live “Navegando pelo Mundo Reconhecendo Nossa História”, em seu canal do Youtube. A mostra virtual é resultado das oficinas de teatro, voz-violão, dança e percussão do Projeto Adolescente em Arte-Ação, que conta com jovens entre 12 e 18 anos, com vivências de sensibilização estética, práticas das técnicas artísticas, produção artístico-cultural e educação para o desenvolvimento humano.

O Palco Aberto Boca de Brasa Casa do Sol apresenta o Ballet Style of Dance, Ballet Centro, Grupo de Capoeira Angola Mourão, Grupo de Samba de Roda, Grupo de Poesia Solstício. E, para encerrar, MC’s Cretto, Lila Raio do Sol e Nmares.

  • Espaço Cultural Boca de Brasa MUNCAB

Dia 06/12, às 16h, o Boca de Brasa MUNCAB apresenta o show “Flor da Memória”, no canal do Youtube e Facebook do MUNCAB.

O Palco Aberto Boca de Brasa – MUNCAB contará com as apresentações de Ceci Alves, apresentando as narrativas documentais; Adriano Cipriano apresentando as animações; Nildinha Fonseca e Capinan com o convidado Roberto Mendes.

Para Chicco Assis, Gerente de Equipamentos Culturais da Fundação, “em um ano tão complicado, marcado pelo distanciamento social e por tantas despedidas e ausências, a cultura e arte tem sido um grande alento, um refúgio de afeto. Os nossos Espaços Boca de Brasa precisaram se reinventar para não perder o contato com o público e permanecerem cumprindo a missão de serem polos aglutinadores e difusores da produção cultural das comunidades onde estão inseridos. Oficinas, atividades formativas, diálogos, cineclubes e palcos abertos ganharam força no ambiente virtual, transpondo fronteiras geográficas, alcançando públicos ainda maiores e, o que é mais importante, sem perder a essência do que é ser um Boca de Brasa”.

Para Fernando Guerreiro, presidente da FGM, “o Boca de Brasa é um foco de resistência. Através da arte e da cultura leva esperanca, empoderamento e alegria à população de Salvador. A pandemia chegou.e o projeto resistiu: atividades virtuais aconteceram durante todos esses meses e não poderíamos deixar de festejar essa explosão de criatividade. O Festival Boca de Brasa é isso, uma grande festa cultural, on line, para comemorar a nossa resistência. Viva o povo soteropolitano!”

…Ballet Centro

O projeto Boca de Brasa é uma iniciativa da Prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM), órgão vinculado a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult). Criado em 1986, o projeto Boca de Brasa visa fomentar a cultura na periferia, com foco na promoção da cidadania, por meio do incentivo às manifestações artísticas dos bairros da capital baiana. Em 2013, o projeto foi retomado pela FGM, e passou a ter também um caráter formativo, com a realização de oficinas artísticas e de gestão cultural. Até 2016, foram realizadas 21 edições, com público total de 42 mil pessoas, 120 oficinas realizadas e 2.300 agentes culturais atendidos em 20 bairros. Já em 2017, atendendo a uma demanda trazida por mais de 20 comunidades por onde o projeto passou, o Boca de Brasa se transformou em Espaços Culturais, construídos e administrados pela Prefeitura, através da Gerência de Equipamentos Culturais da FGM e, de editais de apoio a espaços culturais já existentes. Através do edital Espaços Culturais Boca de Brasa, foram selecionados 03 espaços culturais – Associação Pracatum Ação Social (Apas), no Candeal, o Programa Avançar, da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, Bairro da Paz, e a Associação de Moradores do Conjunto Santa Luzia – Juventude Ativista de Cajazeiras (JACA), em Cajazeiras – que funcionaram, por um ano, como Espaço Cultural Boca de Brasa, com financiamento de R$ 150 mil, cada. Em 2018, a Prefeitura de Salvador constrói e inaugura o Espaço Cultural Boca de Brasa – Subúrbio 360, em Vista Alegre, e o Espaço Cultural Boca de Brasa – CEU Valéria, em Valéria, desenvolvendo oficinas e diversas atividades artísticas e culturais gratuitas, como o Cine Clube Boca de Brasa, os Diálogos Boca de Brasa e o Palco Aberto. Juntos, os espaços Boca de Brasa Subúrbio 360 e Boca de Brasa Céu de Valéria receberam mais de 44 mil pessoas, possibilitando acesso aos meios de produção e qualificação profissional de mais de 1,5 mil artistas e outros profissionais do campo cultural. Além disso, cerca de 300 eventos foram realizados e mais de 130 alunos participaram das oficinas nos dois espaços. Em novembro de 2019, a FGM inaugura o Espaço Cultural Boca de Brasa – Centro, terceiro construído pela Prefeitura, com uma série de oficinas voltadas pra profissionalização artística e intercâmbio cultural em teatro negro, em homenagem ao Novembro Negro. Com isso, em 2019, além dos três espaços físicos construídos pela Prefeitura de Salvador, quatro instituições culturais de Salvador – Associação Cultural Quabales, Escola de Circo Picolino, Casa do Sol Padre Luís Lintner, Sociedade Amigos da Cultura Afro-Brasileira – recebem financiamento via edital Espaços Culturais Boca de Brasa – Ano II, com aporte financeiro de R$ 150 mil, cada, para que desenvolvam ações até dezembro/2020.

1 comentário em “Festival Boca de Brasa

  1. deisepedreira

    Excelente divulgação, como sempre! Ilustração de primeira, boa síntese dos eventos, linguagem deleitosa, tudo encanta aqui, parabéns, Claudia Pedreira! Vamos ao Boca de Brasa!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: