Destaques Esportes

Remem, remem…

O professor de Educação Física Sérgio Oliveira fala sobre a ONG Remos sem Fronteiras, que atende crianças, jovens, adultos e idosos, de baixa renda, além de pessoas com deficiência física. Após um período sem ações, por causa da pandemia, a Organização retoma as atividades

Ele é responsável por um projeto que tem mudado a realidade de muitas comunidades de Salvador. Comunidades como a do Dique do Tororó, Pituaçu, a da Praia da Preguiça, da Gamboa de Baixo. Um projeto que nasceu no ano de 2000 e que é voltado para crianças, jovens, adultos, idosos, especialmente de baixa renda ou nenhuma renda, e também para pessoas com algum tipo de deficiencia física ou motora. Estamos falando do projeto Remo sem Fronteiras e de seu idealizador Sérgio Oliveira, nosso convidado aqui do Bahia da Gente, o que muito nos honra.

Com a pandemia de Corona Vírus, as práticas aquáticas coletivas ficaram um tempo com atividades paradas, mas agora estão sendo retomadas, com os devidos cuidados e acompanhamento da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – SUDESB. A ideia do projeto nasceu em 2000 e, em 2006, virou uma Organização Não Governamental. Sérgio, que começou a trabalhar com o esporte natação, já desenvolvia uma ação social, com um parceiro, antes deles criarem o Remos sem Fronteira. Naquele começo, com reabilitação, no Dique do Tororó, atendiam mais de cem crianças.

“Se a gente investe em esporte, vai gastar menos em segurança e na saúde”, acredita – e defende a acessibilidade da prática física para os meninos. “O meu melhor pódio é ver um menino, que não estava na escola, estar tirando nota boa. Um menino que não era bom dentro de casa, estar sendo bom dentro de casa. Hoje tem vários meninos do Dique que estão se formando, inclusive, professores de educação física, colegas meu”, conta Sérgio. Confira no vídeo a entrevista completa!

Fotos: Reprodução

O jornalista e radialista Jefferson Beltrão realiza entrevistas no quadro "Bahia da Gente", do veículo da Assembleia Legislativa da Bahia -, e do programa "Isso é Bahia", veiculado pela rádio A Tarde FM, dirigida por ele. As entrevistas são relacionadas com o universo da dança, dos esportes, do bem-estar e do entretenimento + Assista a TV ALBA: www.al.ba.gov.br CANAL ABERTO 61.2 | NET 16 | SKY 361.2 | SIM A TV ALBA é administrada pela Fundação Paulo Jackson + Assista A TARDE FM: http://atardefm.com.br/ouca.html Sintonize em 103,9 para ouvir música e informação de qualidade. Acesse: atardefm.com.br. Siga também no twitter.com/atardefm e instagram @atardefm

0 comentário em “Remem, remem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: