Cultura Destaques Notícias

Aos pés do caboclo

Fundação Gregório de Mattos lança concurso cultural Aos pés do caboclo  

Dentro das comemorações ao Dois de Julho, que está se aproximando, a Fundação Gregório de Mattos lança o concurso culturalAos pés do caboclo. Como o tema deste ano é Patrimônio do Povo, a ideia é aproximar os cidadãos desse monumento tão simbólico para Salvador e para o país, que representa a vitória da nação pela união do seu povo! 

Com isso, a FGM vai selecionar duas pessoas para subir no Monumento ao Dois de Julho e conhecer seus detalhes históricos e arquitetônicos, guiados pelo professor da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (Ufba) José Dirson. Localizado no Largo do Campo Grande, o monumento é símbolo da Independência da Bahia, tendo como elemento principal o caboclo, figura que representa a nacionalidade e liberdade. Inaugurada em 1895, a obra passa em 2019 por restauração em sua estrutura de 25,86 metros de altura, promovida pela Fundação Gregório de Mattos (FGM) e Prefeitura Municipal do Salvador. 

Para participar, pode ser qualquer pessoa física maior de 18 anos e seguidora da página oficial da Fundação Gregório de Mattos no Facebook (www.facebook.com/fgmcultura); fazer um comentário de até 300 caracteres na imagem do Concurso Cultural “Aos Pés do Caboclo”, começando com a seguinte frase: “Aos pés do caboclo, eu…”. No comentário, deve ser narrada alguma história do participante relacionada ao monumento e/ou às comemorações do Dois de Julho. Serão contabilizados apenas os comentários enviados entre 7 e 17 de junho de 2019. 

O regulamento está disponível no site da FGM www.culturafgm.salvador.ba.gov.br .

Foto: Adeloyá Magnoni

A exposição Candomblé – um Legado Africano, pode ser vista, na Casa do Benin, até o dia 19 de junho. A mostra foi aberta, em maio, com exibição do filme homônimo e participação de Baba Leo, idealizador do projeto, Jorge Eumawilyê Santos, Presidente do Pérola Negra Afro Centro e Coordenador Geral do Instituto Denegrir Brasil e o Ogã Suspenso, Ativista e Militante dos Direitos Civis e do Movimento Negro Brasileiro. O documentário, gravado no Brasil, tem cenas do terreiro de Candomblé Igbá Asé Ominolá (Casa das Águas da Prosperidade), em Fortaleza/Ce, aberta em 2010, baseado a vivência do Babalorixá Leonardo Ty Osun, nordestino, brasileiro e adepto do Candomblé. O projeto é uma produção da Universidade católica de Lili na França. Visitação: de terça a sábado, das 9h às 17h, Casa do Benin – Rua Padre Agostinho Gomes, 17, no Pelourinho. Gratuito.


0 comentário em “Aos pés do caboclo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: